Deputados do PD do Exterior: que se trabalhe sobre um museu da emigração de ampla abrangência histórica cultural e adequado aos tempos

O Ministro dos Bens Culturais e do Turismo, Dario Franceschini, manifestou a intenção de  relançar o Museu Nacional da Emigração Italiana, mudando para o Museu do Mar em Genova o material atualmente exposto em Roma no Vittoriano e fazendo da cidade lígure o local símbolo da diáspora italiana no mundo.

Lembramos que o museu foi idealizado e financiado em 2007 pelo Governo Prodi e instituído, por vontade do Vice Ministro para os Italianos no Exterior, Franco Danieli, com decreto do Ministro do Exterior, Massimo D’Alema. O conceito do qual ele nasceu foi o de superar o atraso que a Itália havia acumulado nesse campo, por ser um dos maiores países de emigração e de ligar a instituição museológica à transição que a Itália está vivendo devido à histórica e ainda ativa realidade da emigração e de imigração, na realidade um  foco fundamental de imigração na Europa.

Essa hipótese, com a queda do Governo Prodi e a chegada do Governo de centro esquerda, foi redimensionada e transformada  em uma exposição documental, em local de grande valia histórica nas limitado e inadequado, do desenvolvimento diacrônico da emigração italiana, com um apêndice final relativo à chegada dos estrangeiros na Itália.

A nível parlamentar, fizemos viver a inspiração e o  diferente foco do projeto inicial apresentando um projeto de lei para a transformação do museu atual em Museu Nacional das Migrações, ao qual juntamos um segundo projeto de lei sobre o ensino multidisciplinar das migrações nas escolas, com referência à autonomia da programação curricular dos institutos.

Para se ter um confronto sobre essas essenciais questões de planejamento do projeto relativo ao Museu da Emigração, o Deputado Marco Fedi, acompanhado pelo professor Norberto Lombardi, na época um dos promotores da instituição do museu, encontrou-se, por conta dos eleitos no exterior do PD, com a Chefe da Secretaria Técnica do MIBACT, a Dra. Giorgia Floriano e outros funcionários.

O Deputado Fedi registrou os progressos significativos que a operação está tomando  a nível institucional, com o envolvimento, além do MIBACT e do Ministério do Exterior, titular do Museu, da Região da Liguria, da Comune de Genova e da Universidade local. Tendo em vista a abertura da fase de definição científica do projeto, destaquei três aspectos essenciais: o de ter uma proposta museológica que incorpore os aspectos da emigração, velha e nova, dos italianos e, ao mesmo tempo, a formação, em nosso país,  de consistentes comunidades de imigrantes; o de não se limitar ao foco tradicionalmente expositivo mas de conceber um sistema de rede que empregue recursos multi midiáticos e que valorize o grande patrimônio de conhecimento e representação presente tanto nos museus quanto nos centros de pesquisa italianos especializados quanto nas mais importantes instituições museológicas internacionais; o de dar o justo destaque ao êxodo meridional, à mais recente emigração na Europa e às formas de mobilidade que têm se desenvolvido nos últimos anos.

O encontro encerrou-se com o compromisso de futuros momentos de aprofundamento com o objetivo de se chegar a um projeto de grande abrangência com o forte desenvolvimento dos fenômenos migratórios.

Os Deputados do PD do Exterior: Farina, Fedi, Garavini, La Marca, Porta, Tacconi

Curta e compartilhe!

Official Fabio Porta WebSite, 2008 – 2022

brazil_18295s

Gabinete Fabio Porta – America Meridionale
Alameda Santos, 1909, 3º andar, cj. 32
San Paolo – Brasile – 01419-002
Tel.: +55. 11. 3081-3861
E-mail: segreteria@fabioporta.com