Porta (PD): “A visita do Presidente da Colômbia a Papa Francesco após Guatemala e Davos, no empenho comum pela paz, a luta às máfias e o apoio a direitos e ambiente”

“Damos as boas vindas e saudamos com esperança a visita do Presidente Colombiano, Gustavo Petro, ano Vaticano, sob a bandeira do comum empenho com o Pontífice pela paz mundial, o respeito aos direitos sociais e a defesa do ambiente. Presidente Petro – em uma longa viagem que o levou à Cidade da Guatemala para a posso do primeiro presidente progressista Bernardo Arevalo (seu padre foi deposto por um golpe em 45) e depois a Davor para o Fórum Econômico Mundial onde apoiou a defesa da Amazônia soba ótica da encíclica Laudato si’ – encontra hoje Papa Francesco”.

“Quero lembrar dos muitos elos existentes entre a Itália e a Colômbia e, em primeiro lugar, a luta comum contra o narcotráfico e o comércio de armas entre os porto de Buenaventura e Gioia Taura, sob a bandeira de uma verdadeira e real conexão criminal entre ndrangheta e os cartéis colombianos”.

“Nesse sentido, quero apresentar a minha preocupação e do Partido Democrático pelo assassinato de 188 líderes sociais mortos durante o ano de 2023 pela sua defesa dos direitos humanos, dado que deu à Colômbia o primeiro lugar no mundo de massacre de líder ambiental a nível internacional”.

“A Itália e a Europa não podem fechar os olhos frente à tragédia de milhões de migrantes venezuelanos que, também na Colômbia, sofrem discriminação e racismo; não deixarei de solicitar ao Parlamento Italiano uma maior cooperação com a Colombia e a sua população que, há mais de meio século, busca construir a paz em meio a um conflito armado agravado nos últimos anos também pelo narconegócio das máfias italianas”, assim o declarou o deputado democrático eleito na América Meridional, Fabio Porta.

Fonte: Assessoria de Imprensa Deputado Fabio Porta

Curta e compartilhe!