Porta (PD): do Governo, o empenho pelos aposentados na Venezuela, mas agora é hora de soluções concretas

Roma, 15 de setembro de 2016 – Assessoria de Imprensa Deputado Fabio Porta

O Sub Secretário do Ministério do Trabalho, Massimo Cassano, responde positivamente ao questionamento na Comissão do Trabalho do Presidente do Comitê para os Italianos no Mundo, Deputado Fabio Porta

O Governo novamente assegurou o próprio empenho em chegar rapidamente a uma solução positiva para o drama dos aposentados italianos residentes na Venezuela. Na realidade, hoje, 15 de setembro, na resposta na Comissão do trabalho ao meu questionamento, assinado por numerosos parlamentares do PD, dentre os quais a Deputada Marialuisa Gnecchi, no qual denunciava o cancelamento dos benefícios sociais do INPS concedidos a milhares de aposentados italianos, devido à taxa de câmbio utilizada para a determinação de renda deles, o Sub Secretário Massimo Cassano reiteraram o conhecimento do governo de que os benefícios abolidos permitiriam aos nossos aposentados na Venezuela de enfrentar mais dignamente a grave situação econômica local, que a situação de dificuldade em que se encontram os aposentados já está, há alguns meses, sob a atenção do Governo e, em particular, do Ministério do Trabalho e das Políticas Sociais e que, finalmente, o Governo percebe a necessidade de reconsiderar a taxa de câmbio utilizada para a determinação do valor, em euros, das pensões e dos outros rendimentos declarados pelo INPS. A Deputada Cassano explicou que a brusca desaceleração sofrida pela interlocução entre o Ministério do Trabalho, MEF, Ministério  do Exterior, INPS e Banco da Itália deve ser atribuído à reforma dos sistemas de câmbios na Venezuela que, como se sabe, introduziu novas taxas de câmbio em substituição às anteriores. Por esses motivos, deduz-se da resposta ao meu questionamento, o Governo – que confirma a própria solidariedade a nossa coletividade pelo situação de objetiva dificuldade sócio econômica que estão vivendo nossos compatriotas residentes na Venezuela – assegura o próprio empenho em chegar brevemente a uma solução positiva da problemática descrita. Quero ainda destacar que, no final da discussão do questionamento imediatamente me ativer, encontrando o Vice Ministro do MEF, Enrico Morando, a quem entreguei há pouco tempo a petição de 3000 aposentados ítalo-venezuelanos, retratando a urgência da situação e solicitando que trabalha por uma rápida intervenção a favor dos nossos compatriotas. Ainda considerando a resposta de hoje do Ministério do Trabalho pedi-lhe que avaliassem a realização de eventuais intervenções alternativas à utilização de um câmbio paralelo mais favorável, como por exemplo intervenções humanitárias diretas através de nossas estruturas diplomáticas auxiliadas por associações e patronatos e uma eventual suspensão transitória, para a Venezuela, da norma que subordina e pagamento dos benefícios assistenciais ao limite da renda. Resumindo, enquanto algumas pessoal limitam-se a proclamar ou a emitir comunicados bombásticos à imprensa, eu e o grupo do Partido Democrático fizemos tudo o que pudemos; estamos portanto confiantes de que o Governo, a quem não deixarei de sensibilizar e de apresentar outras solicitações no decorrer de minha atividade, inclusive aos seus mais altos níveis, prossiga com ações concretas aos compromissos e promessas feitas em várias ocasiões para ajudar os nossos compatriotas na Venezuela.

Curta e compartilhe!

Official Fabio Porta WebSite, 2008 – 2022

brazil_18295s

Gabinete Fabio Porta – America Meridionale
Alameda Santos, 1909, 3º andar, cj. 32
San Paolo – Brasile – 01419-002
Tel.: +55. 11. 3081-3861
E-mail: segreteria@fabioporta.com